Como criar um design centrado no usuário para melhorar a experiência do usuário

Criar design centrado na experiência do usuário é o processo de entender as necessidades e expectativas do público-alvo, com a intenção de gerar soluções dentro do layout ou design do site ou serviço de uma empresa.

Dessa forma, o design digital tem como objetivo deixar a experiência do usuário, conhecida como UX, mais intuitiva, agradável, fácil e interativa.

O processo serve tanto para o site de vendas de uma câmara fria para gelo quanto para uma loja de tênis esportivos.

Pensando nisso, preparamos um artigo com a explicação acerca da importância da experiência do usuário e técnicas para a criação de um design centrado na experiência do usuário. Continue a leitura para saber mais!

O que é a experiência do usuário?

A experiência do usuário designa as interações de um cliente com a sua marca, do primeiro contato até a compra final. Hoje em dia, isso vai muito além do que a qualidade do serviço ou produto, e se concentra principalmente nos aspectos da navegação digital.

Isso porque vivemos em uma época onde a maioria das pesquisas por soluções e necessidades acontecem dentro da internet. 

Assim, não importa tanto se o seu produto tem a melhor qualidade do mercado, seja uma televisão de última geração ou uma tela revestida em pvc verde, se o website da empresa não tem o mesmo empenho para agradar o público. 

Seguindo por esse caminho, as empresas com desejo de se tornarem competitivas dentro do mercado e alcançar novos clientes, devem se esforçar para adequar a jornada digital ao comportamento do usuário, sendo coerentes e atrativas.

O que é design centrado no usuário?

O design centrado no usuário é toda a produção de layout pensada nas necessidades, comportamentos e interesses do usuário durante a jornada de compra. 

A ideia é entender por completo quem é o público-alvo e garantir que os produtos e serviços correspondam e satisfaçam as atitudes dele.

Em se tratando das novas campanhas de publicidade e design de sites, é a marca que deve se adaptar para o cliente, e não o contrário, seja ela um serviço de urologista especialista em impotência ou uma hamburgueria gourmet.

Com essa nova jogada, tanto os usuários se beneficiam de uma nova experiência de navegação, quanto os designers e gestores de empresas colhem os sucessos e as oportunidades de inovação dos produtos e serviços digitais.

Design centrado no usuário para interfaces eficazes.

As empresas que optam por atender o usuário durante a formulação do design, sejam as principais vidrarias de laboratório ou fast-foods do mercado, conseguem, no fim, uma série de vantagens de visibilidade e alcance de vendas.

Primeiramente, para garantir esse objetivo final, entregam um serviço e produto fácil de usar para o cliente. Dessa forma, ocorrem menos desistências e reclamações.

Isso porque quando se pensa na experiência do usuário, o foco é em satisfazer o cliente, atendendo os seus desejos e necessidades.

A satisfação é alcançada pois, anteriormente à implementação, existe a fase de testes. Ao realizá-los a empresa garante ainda mais sucesso na entrega do produto e, consequentemente, na qualidade da navegação.

No fim da jornada, o usuário, ao perceber o percurso realizado com facilidade, pode recomendar os seus serviços para outros colegas, aumentando ainda mais as vendas da sua companhia.

Como criar um design centrado no usuário?

Existem diversas técnicas que podem ser usadas para atingir a melhor experiência do usuário. Geralmente, elas são aplicadas pelo UX Designer, o especialista na área de desenvolvimento de design com foco no usuário. 

Confira abaixo as 5 dicas que separamos para você aplicar em sua empresa e melhorar a experiência do usuário.

Pesquisa de usuário

A pesquisa de usuário é o primeiro passo para a formulação de um design centrado no usuário. Com ele, é possível descobrir quais são as necessidades e desejos em relação ao produto ou serviço.

Isso pode ser feito através de entrevistas, pesquisas online, análise de dados e outras técnicas de pesquisa. Esse diálogo é realizado com o próprio público, para que a companhia se informe melhor sobre para quem ela estará entregando o design.

As empresas de secagem de alimentos se beneficiam da pesquisa de usuário de modo a atender melhor os compradores. De maneira semelhante, o seu negócio também pode aplicar esse mecanismo.

A ideia é pesquisar e coletar informações que possam ajudar a criar um design que atenda às expectativas do público-alvo e, dessa forma, melhorar a experiência do usuário.

Construção de uma persona

As informações apreendidas na etapa da pesquisa do usuário serão usadas para a criação de personas, isto é, perfis semi-fictícios do seu público-alvo. É possível criar diversas personas para variados contextos e necessidades.

Cada persona tem suas próprias necessidades, expectativas e preferências, o que ajuda a equipe de design a entender melhor as necessidades do público. Entre os itens que cada perfil deve ter, podemos mencionar:

  • Nome;
  • Idade;
  • Profissão;
  • Hobbies;
  • Localização;
  • Preocupações;
  • Necessidades;
  • Motivações;
  • História pessoal.

Os dados constituintes da persona são o norte de toda a sua estratégia de marketing digital, incluindo o design com foco no usuário. 

A equipe de design sabe como criar uma boa experiência de usuário ao entender o que sua persona precisa na navegação digital.

Mapeamento da jornada do cliente

Para um design ainda mais definitivo e completo, é preciso mapear a jornada do usuário. Essa jornada tem início no momento em que o visitante descobre o seu produto ou serviço, até quando ele termina a navegação no site ou compra um serviço.

O mapeamento tem como objetivo ajudar a entender quais são as etapas mais críticas e onde o usuário pode ter problemas ou dificuldades. Dessa forma, a equipe irá dedicar mais atenção para os pontos de atenção, onde acontecem maiores impasses e dúvidas pela jornada.

Quando uma empresa com foco em vendas de laje protendida vão máximo se dedica ao máximo em entender por onde o cliente andou até chegar ao conhecimento da empresa, a chance de construir um design centrado no usuário é ainda maior.

Dessa forma, todos os passos serão pensados de acordo com o caminho do cliente e a satisfação na implementação será eficaz e tranquila.

Testes

Antes do lançamento de qualquer produto, seja um Sistema de filtração a vácuo ou um novo lanche  gourmet, é necessário lançar testes com outras pessoas, a fim de entender se as necessidades foram atendidas e o que pode ser melhorado.

Portanto, é com base nas informações coletadas nas etapas anteriores, que a equipe de design deve criar protótipos do produto ou serviço de design centrado no usuário. 

Durante a navegação dos testes, é importante coletar o feedback da experiência, para que assim a equipe de design possa fazer os ajustes conforme necessário.

Renovação

Com base nos resultados dos testes, a equipe de design deve iterar e refinar o design. Essa é uma das etapas mais importantes do processo, pois envolve um trabalho cuidadoso de ajustes nas cores, tipografia, navegação, layout,  e outros itens do design.

Essa renovação deve proporcionar uma nova cara para o design, constando o que estava presente na ideia inicial discutida e no feedback dos testes.

É importante lembrar que o design nunca está completo e deve ser continuamente iterado e refinado com base no feedback do usuário.

Mesmo com ele inteiramente pronto, a equipe deve estar sempre atenta para as próximas melhorias, identificando erros, reclamações, sugestões e críticas.

Implementação do design

Depois de refinar o design, é hora de implementá-lo e avaliar sua eficácia. Esse é o momento de lançamento e divulgação do design, fazendo jus a ideia de melhorar a experiência do usuário dentro da campanha publicitária.

Lembre-se de coletar feedback dos usuários após a implementação para identificar problemas ou pontos de melhoria adicionais. Leve sempre em consideração o que os usuários estão comentando sobre a experiência, para a inserção de novos ajustes dentro do design.

Da mesma forma que uma fabricante que trabalha com as vendas de um piso pintado com tinta epóxi escuta o que os clientes estão falando sobre o produto, a sua empresa também deve estar atenta com a interação do público.

Os testes devem ser contínuos para garantir que o produto atenda às necessidades dos usuários.  Assim, a experiência do usuário será sempre o foco para garantir um design satisfatório e com a possibilidade de aumentar as vendas cada vez mais.

Melhore a experiência do usuário com design centrado

Ao criar um design centrado no usuário, pense em alinhar questões de técnica, aparência, interação e intuitividade. É importante sempre lembrar que o objetivo é criar uma solução que atenda às necessidades dos usuários e melhore a experiência do usuário. 

Isso pode envolver ajustes significativos no design, mas o resultado final será um produto ou serviço que é mais agradável, fácil e prático de usar.

Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sumário

Veja Também: